Transformar a cidade

Prefeitura de São Paulo vai mapear violência contra a mulher

Da Rede Brasil Atual

A prefeitura de São Paulo vai elaborar um banco de dados sobre violência contra as mulheres na cidade, sistematizando informações de órgãos estaduais e municipais. Segundo a assessoria de imprensa do prefeito Fernando Haddad (PT), a decisão foi tomada no sábado (5) durante reunião com os secretários das áreas de promoção da cidadania.

O banco de dados ficará sob responsabilidade da Secretaria de Políticas para Mulheres, cuja titular é Denise Motta Dau. Também participaram da reunião Rogério Sotilli (Direitos Humanos e Cidadania), Marianne Pinotti (Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida) e Netinho de Paula (Igualdade Racial).

De acordo com a assessoria, Haddad determinou a essas secretarias que elaborem ações conjuntas e integradas aos programas do governo federal – algo que pouco aconteceu na gestão José Serra (PSDB)/Gilberto Kassab (PSD) entre 2005 e 2012.

Com a reunião de Sábado, o prefeito encerrou o primeiro ciclo de conversas com os quatro comitês de gestão criados por ele – e que envolvem Ordenação Territorial e Urbana; Desenvolvimento Sustentável; Desenvolvimento Social; e Cidadania.

Bolsa Família

Na reunião de sexta (4), com o comitê de Desenvolvimento Sustentável, ficou definido que a secretaria de Assistência Social, em parceria com a secretaria da Saúde, irá identificar e cadastrar mais de 225 mil potenciais beneficiários do Bolsa Família e do Benefício de Prestação Continuada  que estão à margem dos programas federais.

Haddad também orientou a secretaria de Desenvolvimento Urbano a mapear os equipamentos, de forma a serem usados em atividades multidisciplinares.