Aprender na cidade

Neste sábado, a educação tomará cidade de São Paulo (e o Brasil) de Virada

A cidade é pra brincar, pra festejar, pra correr, pra sorrir e lutar. A cidade é um espaço de aprender, de mostrar, de convidar e reunir. A cidade é educadora e ela tem muito a aprender. Neste sábado, estas máximas serão postas à prova, quando a segunda edição da Virada Educação chega de mansinho para propor que a cidade é das crianças e de todas e todos que queiram construí-la.

O evento é horizontal e foi construído à muitas mãos – todas voluntárias. São pais, educadores, organizações da sociedade civil, estudantes e o público em geral propondo atividades no espaço público e em escolas. A ideia é que cada organização ou indivíduo que se interesse, possa replicá-lo em sua localidade, ou propor atividades para a sua programação, visando criar no espaço urbano fissuras educativas e oportunidades de brincar.

Idealizada pelo Movimento Entusiasmo e apoiada por diversas outras organizações e indivíduos, a Virada pretende criar espaços educativos na cidade durante o dia 19 de setembro, das 9h até as 18h. Neste ano, serão realizadas atividades culturais e lúdicas no centro de São Paulo, no bairro do Alto do Ipiranga, em Paraisópolis, Heliópolis, Bixiga e Santo Amaro, assim como em Águas de Lindóia, Guarulhos e São Bernardo do Campo, no estado paulista. Em 26 de setembro, no mesmo horário, a Virada tomará as ruas de Porto Alegre (RS), Rio de Janeiro (RJ), Salvador (BA), Macapá (AP) e Santo André, na Grande São Paulo.

André Gravatá, um dos organizadores do evento, ressalta a importância que esse momento tem para cultivar territórios educativos e uma cidade educadora. “Queremos transformar esses lugares em que as pessoas transitam em lugares mais vivos, ou seja, que o território faça por um dia o que deveria fazer sempre: criar conexões múltiplas e inesperadas para que as pessoas aprendam umas com as outras sem nem perceber, que vão criando o que Paulo Freire chamava de ‘intimidade com suas realidades’”, projeta Gravatá.

Portal Aprendiz selecionou algumas das principais atividades que ocorrerão no dia. Confira!

EMEI Gabriel Prestes

Cerca de 25 atividades acontecerão na EMEI Gabriel Prestes e em seus arredores, escola pública localizada na rua da Consolação, em São Paulo. Começando às 9h da manhã, o dia será recheado com oficinas de rap, apresentações, oficina de poesia, cozinha experimental, oficina de bonecas, tai chi chuan, feira indígena, oficina de abayomis (bonecas afro) e espaço para trocas de brinquedos.

EE Caetano de Campos

No coração da Praça Roosevelt, no centro de São Paulo, a Escola Estadual Caetano de Campos também sediará um grande número de atividades, além de servir como uma das bases para as ações que acontecerão na praça. A escola sediará duas atividades que visam criar reflexões sobre o espaço escolar: “Como tornar uma escola desejante?”, das 10h30 à 13h, que irá mostrar um filme sobre o bairro-escola de Heliópolis e depois escutará jovens sobre seu projeto de escola; e “Escola dos Sonhos”, um painel para que as pessoas possam publicizar suas ideias para transformar a educação. Além disso, também acontecerão oficinas diversas com diálogos entre arte, política, educação e cidade.

Bixiga

No tradicional bairro do Bixiga, na zona central de São Paulo, a Associação Novolhar promoverá em conjunto com a Escola Lumiar um pocket show, às 11h, na rua Humaitá, 480. A Lumiar fará apresentações de música irlandesa e a Novolhar trará uma roda de sampa e atividades de hip hop. “É uma verdadeira troca entre uma escola particular, uma associação, que trabalha com crianças e adolescentes de baixa renda e uma escola pública municipal”, acredita Paulo Santiago, fundador da Associação Novolhar.

Praça Roosevelt

A agitada e cultural Praça Roosevelt será central para a Virada. Muitas atividades acontecerão em seu espaço, que também serve de ponto de concentração e irradiação de muitas outras. Merece destaque a caminhada “Trilha Cidade Sentidos – Olhares, sentidos e percepções da cidade em nós”, que a partir das 12h45, sairá da frente da SP Escola de Teatro para percorrer a região. A praça também receberá um parquinho, saraus e debates, mostrando que aquele espaço pode ser muito mais.

Paulo Freire

O educador brasileiro Paulo Freire completaria 94 anos neste sábado. Para lembrar dele, de suas memórias e ensinamentos, a Virada Educação realizará uma aula pública às 14h sobre o pensador na praça Roosevelt, que será temporariamente batizada de Espaço Freire. No local, haverá uma exposição com ensinamentos e a vida do educador, uma oficina de stencil para crianças com frases de Freire e haverão momentos surpresa espalhados pela programação da Virada e da cidade com a temática do autor da “Pedagogia do Oprimido”.

Território do Brincar

Às 9h da manhã, na Chácara Lane, no centro, será exibido o filme de Renata Meirelles e David Reeks, “Território do Brincar“. Ambos percorreram o país para registrar como e onde brinca a criança brasileira. Após a exibição, haverá um debate com a presença da diretora e de Natacha Costa, diretora da Associação Cidade Escola Aprendiz.

Como as crianças transformam o mundo?

A educadora e empreendedora social indiana, idealizadora do Criativos nas Escolas e diretora da Escola Riverside, em Ahmedabad (Índia), discutirá sobre a aprendizagem nos territórios e o papel dos alunos na renovação de seu contexto local. Das 10h30 às 13h na Biblioteca Mario de Andrade. Para participar, é necessário inscrição prévia.

E isso não é tudo. Na verdade, é muito pouco. Para não compactuar com o que Carlos Drummond de Andrade chamava de “a injustiça dos prêmios”, presente em todas as seleções, convidamos todos e todas a conferir no site a programação completa, que está fervendo de oportunidades bonitas e poderosas para aprender na cidade, nas escolas e uns com os outros. São oficinas, shows, exibições de filmes, feiras livres, momentos de troca, enfim, um sem-fim de atividades para ninguém botar defeito.

Então chegue mais e confira, acompanhe as páginas no Facebook do Movimento Entusiasmo e da Virada Educação e não esqueça de confirmar sua presença no evento da Virada Educação. Quem quiser saber o que rolou em 2014, pode fazer o download gratuito do livreto da Virada Educação e também ler uma reportagem sobre o jogo Enigma do Centro.