Criar na cidade

CEU Heliópolis inaugura laboratório de inovação e criatividade comunitária

A comunidade de Heliópolis ganhou nesta terça-feira (29/3) mais um equipamento que faz jus à sua alcunha de Bairro Educador: um laboratório público de fabricação digital, iniciativa integrante do projeto Fab Lab Livre SP, que proporciona acesso às máquinas de produção digital.

Antes mesmo de ser inaugurado, dezenas de pessoas circulavam pelas quatro salas que o Fab Lab ocupará no Centro Educacional Unificado Professora Arlete Persoli (CEU Heliópolis). A curiosidade era grande e sem corte etário: as crianças brincavam com bonecos e óculos criados pela impressora 3D, enquanto jovens observavam perplexos o movimento de uma fresadora de grande porte. Adultos, por sua vez, repassavam seus conhecimentos e experiências sobre como pilotar um drone, por exemplo.

O projeto Fab Lab Livre SP proporciona aos estudantes da rede pública acesso à máquinas de produção digital para o desenvolvimento de produtos.

O espaço contará com equipamentos como impressoras 3D.

Danilo Mekari

Este é o décimo Fab Lab inaugurado pela prefeitura de São Paulo, que lançará na cidade mais dois espaços de fabricação digital até o final de abril. Os Fab Labs proporcionarão cursos e formações para que jovens estudantes da rede pública possam criar, de forma colaborativa, protótipos de baixo custo para manufatura em larga escala. Os locais estarão abertos para atender startups e qualquer pessoa que tenha interesse no projeto.

“O Fab Lab é uma conquista e um direito da comunidade de Heliópolis, e vem para desmistificar a informática e a tecnologia como ciências inatingíveis para a população”, afirma a gestora do CEU, Marília de Sanctis, lembrando que o local não será utilizado apenas para a realização de cursos, mas também para o desenvolvimento de ideias inovadoras e emancipadoras.

Em Heliópolis, o Fab Lab estará equipado com impressoras 3D, software de modelagem e animação para programação em computadores, equipamentos de eletrônica, fresadoras e cortadoras a laser, entre outros.

“O lançamento também está muito alinhado com a nossa busca pela educação integral, já que o Fab Lab será um centro de convivência para pessoas de todas as idades aprenderem, ensinarem e articularem seus conhecimentos”, completou Marília.

Para Braz Nogueira, coordenador da Diretoria Regional de Ensino do Ipiranga e ex-diretor da EMEF Campos Salles, por ter acesso público e permitir que a população adquira conhecimento e inteligência, o Fab Lab contribuirá para que São Paulo se torne uma Cidade Educadora. A inauguração contou com a presença do secretário municipal de Serviços, Simão Pedro, a subprefeita do Ipiranga, Edna Santos, lideranças locais e estudantes e funcionários do CEU.

O projeto Fab Lab Livre SP proporciona aos estudantes da rede pública acesso à máquinas de produção digital para o desenvolvimento de produtos.

Crianças observam o lançamento de um drone.

Danilo Mekari

A partir do dia 1º de abril, o Fab Lab Heliópolis dará início aos primeiros cursos do espaço. A maioria deles terá duração de um dia e carga horária de quatro horas, como o de introdução à modelagem e impressão 3D (1º, 6, 11, 16 e 29/4) e o de scratch (programação de jogos, dias 2, 9 e 26/4). Já as formações mais elaboradas terão, em média, 16 horas, como a de modelagem 3D avançado e a de lógica de programação.