Criar na cidade

No Museu do Amanhã, exposição sobre dados gera reflexão sobre transparência

Dedicado à inovação e à experimentação, o Laboratório de Atividades do Amanhã (LAA), projeto do Museu do Amanhã (Praça Mauá, 1 – Centro – Rio de Janeiro/RJ), exibe a exposição interativa “CAPTE-ME: nenhuma presença será ignorada”, que propõe a releitura de um aspecto muito comum da sociedade contemporânea: o armazenamento de dados.

Leia mais sobre Transparência
+ Comunidades promovem a participação social e fortalecem democracia no território
+ Eleições 2016: Plataforma ajuda municípios a incorporar Objetivos de Desenvolvimento Sustentável
+ Eleições diretas para as subprefeituras de São Paulo? Entenda o que está em jogo

O Laboratório de Atividades do Amanhã tem como foco principal de atuação os efeitos e resultados das tecnologias tradicionais e exponenciais – como inteligência artificial, internet das coisas, robótica, impressão 3D, biotecnologia – e o futuro de determinados temas, como trabalho, urbanização, fabricação e alimentação.

“Dados são como rastros, com informações sobre o que fazemos, compramos, queremos ou gostamos. Esses dados são captados e utilizados, muitas vezes, sem percebermos”, afirma o texto de divulgação da mostra.

Com vídeos, dados captados dos visitantes através de sensores, gráficos produzidos em tempo real e interação com o público, a exposição pretende incentivar o entendimento sobre como esses dados são produzidos e gerar uma reflexão sobre a necessidade de que a sua visualização seja aberta.

A exposição “CAPTE-ME: nenhuma presença será ignorada” estará aberta à visitação até o dia 20/6.