Criar na cidade

Seminário explora conexões entre criança, natureza e cidade

“Acreditamos que somos uma parte indissociável da comunidade da vida, una e indivisível e que, mesmo com a ruptura da conexão entre o ser humano e a natureza que hoje assistimos, a criança abriga um sentimento de ausência e de saudade do seu lugar de pertencimento. Sensibilizados pelo impacto negativo que esse deficit de natureza tem na saúde e no desenvolvimento das crianças, e movidos pela convicção de que o ambiente natural é o seu habitat, trabalhamos com o objetivo de garantir que as crianças cresçam e se desenvolvam em contato direto com a natureza.”

Benefícios de estar ao ar livre

- Estimula todos os sentidos;
- Aprendizado mais ativo e explorador;
- Favorece os vínculos sociais;
- Inspira momentos de concentração;
- Estimula a atividade física;
- Reduz a violência;
- Desenvolvimento integral da criança;
- Traz benefícios diretos à saúde;
- Melhora a nutrição;
- Contribui para a preservação da natureza;
- Desperta o consumo crítico e consciente;
- Constrói uma sociedade mais saudável;
- Forja pessoas preparadas para a vida.

É assim que o I Seminário Criança e Natureza, promovido pelo Instituto Alana anuncia sua urgência e sua razão de ser. Buscando trazer “informações e reflexões sobre a conexão entre a criança e a natureza sob diferentes perspectivas: educação, saúde, cidades e meio ambiente”, o evento acontece nos dias 13/6, em São Paulo e no 15/6, no Rio de Janeiro, visando criar
“cidades mais amigáveis para as crianças, espaços escolares mais verdes e desafiadores e mais tempo para brincar livremente na natureza.”

Destaca-se na programação uma palestra com o jornalista Richard Louv, autoridade mundial no assunto, e o lançamento de seu livro “A Última Criança na Natureza”, com mais de 500 mil cópias vendidas no mundo. Além disso, haverá uma vivência prática na natureza, realizada pelo Instituto Romã e Instituto Árvores Vivas e rodas de conversa com especialistas no tema.

Em São Paulo, estarão presentes Cecília Herzog, professora de Projeto Urbano e Paisagismo na PUC-Rio, e autora do livro Cidade para Todos: (re)aprendendo a conviver com a Natureza; Daniel Becker, pediatra do Médicos Sem Fronteira e fundou o CEDAPS (Centro de Promoção da Saúde); e Lea Tiriba, coordenadora do Grupo de Pesquisa “Infâncias, Tradições Ancestrais e Cultura Ambiental (GiTaKa)” e do Curso de Especialização em Docência na Educação Infantil (MEC-UNIRIO).

No Rio de Janeiro, a roda será conduzida por Christiana Profice, professora de Educação Ambiental no PRODEMA e da Universidade Estadual de Santa Cruz; Maria Amélia Pinho Pereira, pedagoga do Centro de Estudos Casa Redonda- Carapicuiba SP e da OCA- Associação Aldeia de Carapicuiba; e Ricardo Ghelman, médico pediatra e professor do curso de pós-graduação da Faculdade de Filosofia da USP.

 

Confira a programação completa e faça sua inscrição no site do I Seminário Criança e Natureza. O evento é gratuito, mas tem vagas limitadas.