Criar na cidade

E se as cidades fossem projetadas para crianças?

Se você pudesse ver a cidade a partir de um ponto que fique a exatos 95 centímetros do chão – altura média das pessoas de até três anos de idade –, o que faria de diferente?

Com base na crença de que, se quisermos fazer uma cidade habitável para todos, é necessário que o planejamento urbano leve em conta o ponto de vista das crianças, foi lançado o Desafio Urban95 – Projetando cidades que apoiam o desenvolvimento saudável da criança.

Realizado pela Fundação Bernard Van Leer, o Urban95 pretende destacar projetos e políticas públicas que levem melhorias à saúde e ao desenvolvimento integral das crianças nas cidades ao redor do mundo. Afinal, se hoje mais da metade da população mundial vive em aglomerações urbanas, mais de um bilhão são crianças, número que tende a aumentar cada vez mais.

Urban95

De acordo com uma consultora da Fundação, o desafio pode ser considerado uma “prova de fogo” para avaliar o sucesso de projetos e políticas públicas dedicadas a essa faixa da população. “Se uma política não ajuda uma mulher grávida a atravessar a rua com seu filho de um ano e meio ao lado, então ela não deu certo”, afirma. “Precisamos incluí-las no desenvolvimento de ações para seu bem-estar, para melhorar sua relação com o espaço urbano e aumentar os estímulos à experiência de viver a cidade.”

Até o dia 16/9, as candidaturas estão abertas a organizações e indivíduos interessados, de todo o mundo. Os projetos devem propor melhorias inclusive para crianças ainda não nascidas, promovendo o bem-estar inclusive para as gestantes. Dentro da seleção, serão priorizadas iniciativas que tenham impacto em curto prazo (aplicação máxima de um ano); de custo médio (de US$ 5 mil a 10 mil); que envolvam moradores da própria cidade e que tenham a participação de pais e filhos.

Os interessados devem fazer o download do formulário de candidatura, preenchê-lo e enviá-lo para o e-mail urban95challenge@bfleerf.nl.