Transformar a cidade

Exposição “Cartas ao Prefeito” convida arquitetos a escrever suas ideias para a cidade

Após percorrer Nova Iorque (EUA), Atenas (Grécia), Bogotá (Colômbia), Buenos Aires (Argentina), Cidade do Panamá (Panamá), Cidade do México (México), Taipei (Taiwan) e muitas outras cidades, chega ao Brasil a exposição Cartas ao Prefeito, com a curadoria dos arquitetos Bruno de Almeida e Fernando Falcon.

Idealizado pela Storefront for Art and Architecture, a mostra itinerante reúne cartas de cinquenta arquitetos de cada localidade para seus prefeitos. Nas missivas, eles expressam suas ideias, opiniões e expectativas para a organização do espaço urbano.

“Ao trazer um conjunto de vozes e ideias relevantes para a consciência pública e também para as agendas e mesas dos candidatos, a exposição pretende intensificar a discussão sobre a cidade, em um período em que decisões cruciais sobre o seu futuro e desenvolvimento devem ser tomadas, em meio a um complexo momento político e econômico no país”, afirma a organização do evento sobre a mostra, que “acontecerá estrategicamente durante a corrida eleitoral para a prefeitura da cidade”.

Além da exposição, a organização afirma que irá realizar uma série de debates e palestras durante o mês de agosto. Ao fim do evento, todas as cartas expostas serão enviadas ao gabinete do prefeito.

Gratuita, a exposição será inaugurada neste sábado (29/7), às 15h, no centro cultural Pivô Arte e Pesquisa, que fica no Edíficio Copan, localizado à Avenida Ipiranga, 200, bloco A, Loja 54. Acesse o evento da exposição Cartas ao Prefeito para saber mais e confira abaixo os arquitetos e arquitetas convidados:

23 Sul (André Sant’Anna, Gabriel Manzi, Ivo Magaldi, Lucas Girard, Luís Pompeo, Luiz Florence, Moreno Garcia, Tiago Oakley), Abílio Guerra, Aflalo/Gasperini Arquitetos (Roberto Aflalo Filho, Luiz Felipe Aflalo, Grazzieli Gomes, José Luiz Lemos), Agnaldo Farias, Andrade Morettin Arquitetos (Vinicius de Andrade, Marcelo Morettin), Apiacás Arquitetos (Anderson Freitas, Acácia Furuya, Pedro de Barros), AR Arquitetos (Marina Acayaba, Juan Pablo Rosenberg), Atelier Branco (Matteo Arnone, Pep Pons), Carlito Carvalhosa, Carlos Alberto Cerqueira Lemos, Cesar Shundi Iwamizu (SIAA), Ciro Pirondi, Cristiano Mascaro, Ermínia Maricato, FGMF (Fernando Forte, Lourenço Gimenes, Rodrigo Marcondes Ferraz), Francesco Perrotta Bosch, Francisco Spadoni (Spadoni e Associados Arquitetura), Gabriel Kogan, GrupoSP (Alvaro Puntoni, João Sodré), Grupo Técnico de Apoio (GTA) + Movimento de Trabalhadores sem Teto (MTST), Guilherme Wisnik, Héctor Vigliecca (Vigliecca & Associados), Hereñú e Ferroni Arquitetos (Pablo Hereñú, Eduardo Ferroni), Hugo Segawa, Instituto Pólis, José Armênio (Instituto de Arquitetos do Brasil), Laura Sobral, Ligia Nobre, Lizete Rubano, Lucas Simões, Luis Espallargas Gimenez, Marcio Kogan (Studio MK27), Marcos L. Rosa, Maria Cristina da Silva Leme, Martin Corullon (Metro Arquitetos Associados – Gustavo Cedroni, Helena Cavalheiro, Marina Ioshii), MMBB Arquitetos (Milton Braga, Marta Moreira), Monica Camargo Junqueira, Nadia Somekh, Nitsche Arquitetos (Lua Nitsche, Pedro Nitsche, João Nitsche, André Scarpa), Observatório de Remoções, Paulo Caruso, Piratininga Arquitetos Associados (João Beugger, José Armênio, Marcos Aldrighi, Renata Semin), Raquel Rolnik, Regina Meyer, Renato Cymbalista, Rodrigo Cerviño Lopez (Tacoa), Sérgio Ferro, Silvio Oksman (Oksman Arquitetos Associados), Terra e Tuma (Danilo Terra, Pedro Tuma, Fernanda Sakano), Vão Arquitetos (Anna Juni, Enk te Winkel, Gustavo Delonero), Vera Pallamin e Vitor César.

(A imagem que ilustra essa matéria é de Osni Lopes, via Flickr/Creative Commons