Aprender na cidade

Jornada do Patrimônio 2016 conta história da formação dos bairros paulistanos

Sob o tema “Origens da Cidade” acontece, entre dias 27 e 28/8, a segunda edição da Jornada do Patrimônio, que contará a história da formação dos bairros de São Paulo através do patrimônio histórico.

Com foco na arqueologia e na geomorfologia, o evento terá imóveis históricos abertos para visitas, palestras, oficinas e intensa programação artística. De acordo com os organizadores, a jornada tem a intenção de valorizar a educação patrimonial, buscando sensibilizar a população para o tema da memória. “Os cidadãos não só entram em contato com o patrimônio histórico e cultural, mas o reconhecem como parte de sua história e da história da cidade”, afirma o texto de divulgação.

Durante a Jornada do Patrimônio 2015, ocorrida em dezembro, 138 imóveis abriram suas portas ao público com visitas monitoradas – muitos deles pela primeira vez. Além disso, aconteceram 56 palestras, 49 roteiros e cerca de 120 apresentações artísticas.

De acordo com a pesquisa feita pela SPTuris, quase metade dos turistas que visitam São Paulo (49,6%) não possuem o hábito de visitar os bens culturais da cidade. Entre os espaços históricos revelados pela Jornada do Patrimônio estão locais conhecidos, como o MASP e o Museu da Casa Brasileira, e também edifícios inéditos ao público, como o Sampaio Moreira e a casa de Vilanova Artigas, no Campo Belo.

Veja aqui a lista de todos os imóveis que terão portas abertas durante a Jornada do Patrimônio 2016.

Jornada do Patrimônio 2016 terá imóveis históricos abertos para visitas gratuitas, palestras, oficinas e intensa programação artística.

Casa Vilanova Artigas recebe visitantes durante Jornada do Patrimônio 2015.

Ingrid Bisterzo

Inaugurado em 1911, o Theatro Municipal, localizado na Praça Ramos de Azevedo, terá duas visitações inéditas no domingo (28/8), às 14h e 14h30. Quem participar poderá conhecer lugares normalmente fechados para o público em geral. A visita começa na escada principal do prédio e, em seguida, os participantes descerão a escadaria da fonte “Carlos Gomes, entrando no teatro pelo túnel que liga a construção ao Vale do Anhangabaú. Os visitantes terão a rara oportunidade de percorrer os dutos de ventilação originais do prédio e conhecer os atuais salão dos arcos e cúpula.

Cada visita terá a participação de 25 pessoas, que devem se inscrever previamente pelo e-mail tmeducativo@theatromunicipal.org.br até o dia 26 de agosto.

Entre a programação artística, destaque para a apresentação do músico Renato Teixeira, marcada para as 19h de domingo (28/8), no Teatro Arthur de Azevedo (Av. Paes de Barros, 955). Já no sábado, as 15h, o vão livre do MASP recebe a intervenção artística Cidade das Crianças, realizado pela Companhia Caju, onde crianças são convidadas a realizar criações relacionadas ao patrimônio histórico através da manipulação de materiais e de técnicas artísticas.

Confira a programação completa da Jornada do Patrimônio 2016.