Home

5 livros gratuitos sobre educação e patrimônio

O que define os patrimônios de uma cidade? Quais são seus potenciais educativos? Como os patrimônios podem ser explorados de acordo com a realidade local? Estas são algumas das perguntas respondidas com estes cinco materiais de referência selecionados em parceria com André Rocha, do Coletivo Hey Sampa, que trabalha pelo reconhecimento e valorização do patrimônio material e imaterial da cidade de São Paulo. São cartilhas e livros direcionados à sociedade civil, todos gratuitos e disponibilizados online. Confira e boa leitura!

1) Guia Básico da Educação Patrimonial (IPHAN, 1999)

Escrita por Maria de Lourdes Parreiras Horta, Evelina Grunberg e Adriane Queiroz Monteiro, essa publicação é um ABC sobre patrimônio e educação patrimonial para educadores. Produzido pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), conta com definições, metodologias, sugestões de atividades e estudos de caso de todo o Brasil, aprofundando-se na importância de tratar o patrimônio como unidade de conhecimento.

2) Educação Patrimonial: Lugares de Memória (Revista Mouseion, Vol 1, 2007)

Se o guia traz uma introdução teórica, este artigo de Viviane Saballa, parte integrante da Revista Mouseion, parte para a prática: Bem direcionado a educadores, ele traz uma proposta de atividade de Educação Patrimonial dividida em cinco momentos, de modo que os estudantes dos níveis Fundamental e Médio integrem-se aos bens bens culturais e materiais de seus territórios.

3) Memória e patrimônio – ensaios contemporâneos (Lamparina Editora, 2003)

Essa publicação organizada por Regina Abreu e Mário Chagas foca nos patrimônios imateriais, ou seja: danças, lendas, comidas, expressões idiomáticas, festas, mitos, músicas, técnicas e até patrimônio genético. Foi escrito em um momento em que tais saberes começaram a ganhar destaque e a ser tão reconhecidos quanto os patrimônios “de pedra”, como igrejas e fortes. Traz reflexões sobre o papel que ocupam na memória e identidade nacional e dá diversos exemplos nos mais variados contextos brasileiros.

4) Patrimônio Cultural Imaterial: Para Saber Mais (Iphan, 2009)
Essa é apenas a primeira de muitas publicações do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) sobre patrimônio imaterial e explora tópicos como: para que serve o reconhecimento como Patrimônio; como é a salvaguarda desses bens; como um bem pode ser reconhecido como patrimônio Cultural Imaterial. As cartilhas não são específicas para educadores, mas debruçam-se sobre os diferentes processos de salvaguarda: identificação, reconhecimento e apoio e fomento.

5) Memória social: uma metodologia que conta histórias de vida e o desenvolvimento local (Senac, 2008)

Parceria do Museu da Pessoa com a Editora Senac, esse livro narra a metodologia do projeto Memória Social, que formou 20 lideranças das Redes Sociais de dez diferentes regiões do estado de São Paulo. Por seis meses, o grupo formado por lideranças comunitárias e articuladores do Senac foi acompanhado presencial e virtualmente e refletiu sobre conceitos ligados à memória e à história, através das entrevistas realizadas e da imersão na metodologia de construção e socialização de histórias. Ao fim, iniciaram projetos em suas comunidades. Todos os exemplos e comentários presentes no livro resultam dessa vivência.