Transformar a cidade

Encontro Estéticas da Periferia ocupa São Paulo com arte periférica

A sétima edição do Encontro Estéticas das Periferias vai ocupar São Paulo até o dia 3 de setembro com shows, peças e palestras gratuitas com o objetivo de valorizar as regiões periféricas de São Paulo como produtoras de arte e conhecimento.

Nesse ano, o Estéticas das Periferias conta com mais de 100 atividades espalhadas por 17 territórios da cidade, selecionados por meio de curadoria de mais de 30 coletivos de todas as regiões de São Paulo, reunidos voluntariamente para organizar a programação. Para Eleilson Leite, coordenador geral do Estéticas, somente desta forma é possível conceber um evento que dialogue de fato com as produções locais. O evento já atraiu mais de 80 mil pessoas desde sua primeira edição.

Realizado pela Ação Educativa, com apoio da Casas Bahia por meio da Fundação Via Varejo, a edição de 2017 aposta em circuitos econômicos comunitários para desafiar a lógica competitiva e individualista das grandes cidades e homenageia nomes como Ferréz e seus 20 anos de literatura, Racionais MC’s e Samba na Laje.

Destaques da programação

As atrações do Encontro Estéticas da Periferia estão distribuídas em toda a cidade. Na zona norte de São Paulo o foco é a produção artesanal local, as regiões da Brasilândia e Cachoeirinha receberão  duas feiras empreendedoras (dia 3 às 14h e dia 2 às 10h, respectivamente). Em Ermelino, na zona leste, a produção audiovisual coletiva das mulheres é celebrada no Cine Hip Hop Mulher, dia 01, às 19h. A região de Campos Elíseos também recebe, dia 02, às 15h, as Amigas do Samba com um Sarau para incluir idosos no circuito cultural.

A programação completa, separada por dia ou região, pode ser encontrada no site do evento.