Transformar a cidade

Programação gratuita celebra o Bloomsday, evento dedicado ao livro Ulisses, de James Joyce

16 de junho de 1904 foi uma odisseia em um dia. Ou, pelo menos, na vida do publicitário Leopold Bloom, do romance Ulisses, escrito pelo irlandês James Joyce. Durante 16 horas – estendidas em mais de mil páginas – o protagonista cumpre sua jornada épica entre sair e voltar para casa em uma narração repleta de neologismos, fluxos de consciências, temporalidades distintas e descrições minuciosas sobre a formação da cidade moderna e seus habitantes. Tal o poder descritivo do narrador que, na época de sua publicação, o livro chegou a ser censurado pela precisão e detalhamento da fisiologia humana.

Não se sabe com precisão quando começou a ser comemorado o Bloomsday, feriado literário internacional que acontece sempre no dia 16 de junho. No cinquentenário do livro, o crítico John Ryan e o escritor Brian O’Nolan organizaram uma peregrinação pelas rotas do livro em Dublin, interpretando personagens do romance. Até hoje, comemorações parecidas tomam a Irlanda e outras cidades do mundo em reverência a um dos maiores clássicos da literatura moderna.

grafite do escritor

Grafite com o rosto do escritor irlandês / Crédito: Divulgação Portal Aprendiz

Em São Paulo, faz 30 anos que as comemorações do Bloomsday acontecem. Para celebrar essas três décadas, a Casa das Rosas e Casa Guilherme de Almeida organizam uma programação especial nos dias 15 e 16 de junho.

A abertura das celebrações começará na sexta-feira (15), com a palestra Desvendando o Ulysses, de James Joyce. Maria Teresa Quirino, mestra em Estudos Linguísticos e Literários em Inglês, traçará um panorama da obra, sua recepção e como a potência narrativa reverberou até os dias de hoje.

No sábado, a professora e escritora Amara Moira discutirá a utilização de onomatopeias e outros efeitos sonoros dentro do livro. No mesmo dia, o debate Ulisses, um estudo, organizado pelo atual coordenador do feriado literário no Brasil, Marcelo Tápia, irá se debruçar sobre a complexidade do romance com convidados especiais.

No fechamento do evento, célebres personagens de Ulisses serão tema de uma celebração que contará com música e dança irlandesa, além da leitura da obra em diversos idiomas. Haverá também uma reprodução do velório de Finnegan, baseado no romance Finnegans wake, do escritor, lembrado por conter semelhanças com o conto Quincas Berro D’Água, do brasileiro Jorge Amado.

Confira a programação completa do Bloomsday na página da Casa das Rosas.