Criar na cidade

Pesquisadora ganha medalha de bronze em Feira de Ciências na China

A jovem pesquisadora Bruna Marschner (18 anos) foi a única representante brasileira presente na China Adolescents Science & Technology Innovation Contest (Castic 2018). Ela conquistou o 3º lugar na categoria projetos internacionais. A cerimônia de premiação ocorreu neste domingo (19).

Estudante do Curso Técnico de Química da Fundação Escola Técnica Liberato Salzano Vieira da Cunha (Novo Hamburgo/RS), ela participou do evento através do Prêmio Killing de Tecnologia, conquistado na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec) do ano passado.

Leia + Mostratec 2017 reúne diferentes gerações em prol da ciência

O projeto apresentado em Chongqing foi “Protetor contra cnidários presentes nas costas marítimas”. Bruna desenvolveu um protetor contra as águas-vivas, as anêmonas-do-mar, os corais e as caravelas, responsáveis por inúmeros acidentes com banhistas todos os anos. A orientação do projeto é de Sabrina da Silva Bazzan.

No total, 42 países compareceram à Castic 2018. Estudantes da Liberato já conquistaram prêmios nesse evento em seis oportunidades distintas: 3° lugar em 2014, 2015 e 2018; 2° lugar em 2013 e 2017; e 1° lugar em 2016.

Sobre a pesquisa

O produto idealizado pela jovem pesquisadora Bruna Marschner já é comercializado em países do Mediterrâneo, mas importá-lo torna seu custo muito elevado.

Na versão do protetor desenvolvido por Bruna, as matérias primas ficam, aproximadamente, 100 vezes mais baratas. Testes já foram realizados com sucesso por voluntários do AquaRio, o Aquário Marinho do Rio de Janeiro (RJ).