Arquivo

SP: Virada Cultural terá mapa virtual interativo e atrações espalhadas pela cidade

Evento atrai milhares de pessoas para o centro de São Paulo. | Crédito: Rafael Taminato

As quatro milhões de pessoas esperadas para participar da 10ª Virada Cultural, que acontecerá entre os dias 17 e 18/5, em São Paulo, poderão desfrutar de inúmeras atrações artísticas e culturais que acontecem gratuitamente pelas ruas da cidade.

Leia mais
Juca Ferreira: Virada Cultural de São Paulo é um marco do direito à diversão

Além disso, todos os participantes da Virada estão convidados a colaborar com o Mapa de Público, intervenção que exibirá a origem do público e seu fluxo durante o evento, gerando um mapa artístico e interativo. A intervenção poderá ser visualizada em dois telões em tempo real no Vale do Anhangabaú e será possível graças a um aplicativo gratuito para celular (disponível em iOS e Android).

A visualização de dados no telão do Mapa de Público transformará trajetos em desenhos, linhas e outras figuras, brincando com a geografia da cidade. Segundo o labExperimental, que organiza a intervenção, o Mapa traz uma visão criativa sobre as discussões de liberdade, privacidade e segurança no mundo virtual. Quem preferir poderá participar de forma anônima.

Antes de a Virada Cultural ocupar as ruas do centro de São Paulo, outro evento promete espalhar os conceitos de uma educação integral pela cidade. A Virada Educação – que acontece no sábado (17/5), das 9h às 17h, na Praça Roosevelt – contemplará uma série de atividades que mostram como a educação pode extrapolar os muros da escola, fazendo de toda a cidade um espaço educador.  Leia mais.

CEUs

Neste ano, a Virada Cultural vai ocupar os 31 CEUs da capital paulista, além de equipamentos públicos e privados voltados à educação e cultura, como as unidades do Sesc e os Centros Culturais. A ideia é descentralizar as atrações, espalhando-as por toda São Paulo.

O CEU Vila do Sol (Avenida dos Funcionários Públicos, 369 – Ipiranga) receberá show do DJ Hum e o Expresso do Groove, às 18h de sábado. No domingo acontece a apresentação dos Batuqueiros da 27 e uma grafitagem, ambos às 13h. A partir das 15h começa a apresentação da Cia. de Teatro Mamulengos.

Às 19h de sábado, o CEU Quinta do Sol (Avenida Luís Imparato, 564 – Penha) recebe show da Tribo de Jah. No mesmo dia, o rapper Thaíde se apresenta às 20h no CEU Lajeado (rua Manuel da Mota Coutinho, 293 – Guaianases).

Intervenções artísticas fazem parted da programação. | Crédito: Been

Viradinha

Para atrair pessoas de todas as idades à festa, a Viradinha foi criada em 2013 e proporciona diversão especialmente direcionada às crianças e jovens. Nesta edição, acontecem atividades que variam de shows musicais e teatros a oficinas temáticas.

A Viradinha ocorre na Praça Roosevelt e começa a partir das 9h de domingo. Neste horário começa a Bloc City, atividade que faz sucesso entre os pequenos ao proporcionar uma oficina de construção de brinquedos de papelão.

Festas

Os coletivos urbanos que organizam festas de rua pela cidade também serão contemplados durante a Virada Cultural. Entre elas está a Venga, Venga!, festa inspirada na cultura cigana que apresenta um estilo de música étnico, valorizando o intercâmbio de culturas e pregando a tolerância de minorias. A festa começa às 8h de domingo, na rua Direita, na altura da Praça da Sé.

O coletivo paraibano Derrame também estará presente na maratona cultural, que fará uma festa em parceria com o Calefação Tropicaos, grupo que privilegia manifestações populares e o lado alternativo da música brasileira. Interessados pela cultura psicodélica dos anos 60 e 70, os coletivos se reúnem a partir das 8h no Largo do Café.

Mesmo com inúmeras atividades abertas e gratuitas – e linhas especiais de ônibus e metrô funcionando a noite inteira –, nem todos os paulistanos conseguem aproveitar a Virada Cultural como gostariam. Moradores que vivem no Marsilac, na região de Mambu, extremo sul da capital paulista, demoram até 9 horas no trajeto de ida e volta para o centro. Por conta disso, eles organizam a Virada Popular, que começa às 10h de sábado (17/5) e terá apresentações de teatro, dança e música, com atrações do grupo OBG e da Banda sem Nome. Ela acontecerá ao lado da UBS Luciano Bergamin (Est da Ligação, nº 1 – Engenheiro Marsilac).

Poesia

Quem quiser ouvir poesia durante a Virada terá duas opções: a Ladeira da Memória e a rua Xavier de Toledo serão palco de inúmeros poetas da cidade.

No segundo palco, o Sarau do Binho se apresenta às 23h30, e às 17h de domingo quem pega o microfone é o Poesia Maloqueirista. Na Ladeira, o Sarau da Cooperifa espalha suas palavras às 21h. Para os madrugadores, uma boa ideia é curtir as poesias do Sobrenome Liberdade, marcado para as 4h.

Teatro

Para os amantes do teatro, o Páteo do Colégio receberá uma programação intensa de peças, que vão desde “12 Homens e Uma Sentença” a “A Procissão”, de Gero Camilo.

Espaços de teatro independentes, como o Cit Ecum, o Teatro do Incêndio, o Espaço dos Satyros e o Espaço Parlapatões, além do Teatro Oficina, também serão palco de apresentações.

Clique aqui para conferir a programação da Virada Cultural 2014 na íntegra.