Transformar a cidade

“Socialnema”: Jovens de Porto Alegre realizam sessão de cinema ao ar livre

Por EcoD

Eles já jogaram golfe para criticar, com muito bom humor, os buracos que assolam as ruas de Porto Alegre, cidade onde moram. Eles também já colaram adesivos em branco nos pontos de ônibus para que as pessoas preenchessem, de alguma forma, quais as respectivas linhas que passam por ali. Mas na noite de quinta-feira, 17 de janeiro, a iniciativa da organização Shoot the Shit foi outra: improvisar um cinema a céu aberto na Rua Anita Garibaldi, bairro Mont’Serrat, na capital gaúcha.

Cangas, cadeiras de praia, almofadas e até papelão se transformaram em poltronas de cinema em plena via. O objetivo? Chamar a atenção para o problema da mobilidade urbana na cidade, da centralização na cultura do automóvel e promover a apropriação do espaço público pelas pessoas.

Por conta das obras da trincheira da Anita, que permitirá a travessia de veículos sob a Terceira Perimetral, a região está liberada apenas para o trânsito local. Pela promessa da prefeitura, a mudança irá melhorar o fluxo de veículos na região. No entanto, desde o começo houve contestação por parte da população sobre a necessidade e eficácia da obra, segundo informações do jornal Zero Hora.

O conteúdo do EcoDesenvolvimento.org está sob Licença Creative Commons. Para o uso dessas informações é preciso citar a fonte e o link ativo do Portal EcoD. http://www.ecodesenvolvimento.org/posts/2013/janeiro/socialnema-jovens-de-porto-alegre-realizam-sessao?tag=cidades-sustentaveis#ixzz2IcrnGmC3
Condições de uso do conteúdo
Under Creative Commons License: Attribution Non-Commercial No Derivatives

“É um cinema social, free, aberto, para quem quiser assistir e discutir sobre assuntos que deveriam ter mais atenção, como espaço público e desigualdade social”, destacou o publicitário Gabriel Gomes, um dos integrantes do movimento. Para a administradora Gabriela Guerra, que também atua na organização, a ideia não é ser contra nada, “mas sim trazer o assunto para reflexão e se divertir”.

Socialização da pipoca

Durante quase uma hora, passaram no telão documentários sobre mobilidade urbana, selecionados pela Shoot the Shit. Centenas de jovens estiveram reunidos no local, acompanhados das bicicletas e até mesmo com cães de estimação, o que conferia um ar bem amistoso ao evento, que começou por volta das 20h.

O engenheiro civil Bruno Mallmann chegou a providenciar um pequeno fogão que utiliza álcool, em vez de gás, e o carregou no banco traseiro da bicileta até a Rua Anita Garibaldi, a fim de garantir a pipoca quentinha ao lado da namorada, a arquiteta Patrícia Cruz – a tradicional iguaria consumida nas salas de cinema passou de mão em mão entre conhecidos e desconhecidos, que curtiram o filme e aplaudiram em pé a iniciativa. Depois da exibição dos documentários, houve discussão acerca dos temas.

Daqui a duas semanas o grupo deverá promover outra apresentação em Porto Alegre com temas de interesse da cidade.