Criar na cidade

Especialista em direito digital dá dicas de segurança na internet

Da ProMenino

A advogada especialista em direito digital, Sandra Tomazi, é enfática ao afirmar: “é preciso que os pais participem efetivamente da vida digital de seus filhos”. Tomazi recomenda que os responsáveis sejam amigos das crianças e adolescentes nas redes sociais e nos comunicadores instantâneos e que, além disso, reservem um tempo para sentar ao lado dos jovens no computador e participar do processo de descoberta da rede, ao invés de proibi-lo.

Também existe a possibilidade de monitoramento da navegação a partir de softwares de controle parental. “Aderir ou não a essa prática fica a critérios dos pais. O importante é que eles saibam que são responsáveis por todos os atos praticados pelos filhos nas redes, e por tudo o que venha a acontecer com eles”, assegura.

“A educação digital dos filhos depende também da orientação e conscientização dos pais para o uso das novas tecnologias.”, conclui a profissional.

A especialista reuniu dicas que podem apoiar os responsáveis a garantir uma navegação segura a crianças e adolescentes:

• Ler e estar ciente dos termos de uso dos serviços digitais que os filhos utilizam;
• Usar um software de controle parental;
• Criar perfis no computador quando usado por mais de um integrante da família para saber quem está fazendo o que (e isso apoia também dar maior liberdade a quem tem mais maturidade e idade);
• Fazer busca periódica na Internet com nome dos filhos (inclusive busca por imagem);
• Frequentar a vida digital dos filhos (falar com eles pelo comunicador instantâneo, visitar eles no Blog e Comunidades que participam);
• Orientar sobre excesso de exposição (especialmente para que evitem publicar fotos mais íntimas e de situações da família que possam gerar riscos até de segurança, ex: atrair sequestro, assalto, outros);
• Ensinar velhos conselhos que se aplicam ao mundo digital: não falar com estranhos na web, não pegar carona em qualquer comunidade, não cobiçar e copiar o conteúdo do próximo, não fazer aos outros o que não gostaria que fizessem com você e só usar fotos autorizadas pela pessoa fotografada.