Transformar a cidade

Plataforma acompanha planos de mobilidade urbana nas capitais

Há exatos seis meses, no dia 6/6, o Movimento Passe Livre realizou a primeira manifestação contrária ao aumento da tarifa do transporte público em São Paulo, que se tornou o estopim de inúmeros protestos que se espalharam pelo Brasil nas semanas e meses seguintes.

Na ocasião, mais de cinco mil pessoas saíram às ruas para reivindicar a revogação do aumento e melhores condições de mobilidade urbana na cidade.

Segundo o Greenpeace, a mobilidade urbana é o deslocamento das pessoas e bens na cidade, utilizando para isso diferentes meios, vias e toda a infraestrutura urbana. “Uma cidade com boa mobilidade urbana é a que proporciona às pessoas deslocamentos seguros, confortáveis e em tempo razoável, por modos que atendam a esses critérios e sejam bons para a sociedade e para o meio ambiente.”

A ONG lançou a plataforma online Cadê o plano de mobilidade urbana?, que permite ao cidadão acompanhar em que ponto está o planejamento da mobilidade nas capitais brasileiras, além de disponibilizar documentos referentes a esse processo. Também é possível fazer cobranças aos governantes para que os planos sejam feitos de forma participativa e que atenda aos interesses da população.

O site mostra que, das 27 capitais brasileiras, apenas sete concluíram seus planos de mobilidade urbana. Ele está em andamento em 18 delas, e não foi iniciado em duas: Fortaleza (CE) e Manaus (AM).

Clique aqui para acessar o Cadê o plano de mobilidade urbana?.