Criar na cidade

Em Buenos Aires, fotógrafos organizam ação para questionar legado da Copa

Esto tambien es mundial 7

Antes da bola entrar em campo, fotógrafos saíram às ruas para expor imagens sobre a Copa.

A participação dos argentinos nesta Copa do Mundo é inegável. Com mais de 50 mil ingressos do torneio vendidos para os hermanos, a estreia da seleção vizinha no Maracanã neste último domingo (15/6) deixou claro que, além das fronteiras, dividimos com eles a paixão pelo futebol.

Mas engana-se quem pensa que é só isso.

No último sábado (14/6), os muros de Buenos Aires amanheceram tingidos de realidade. Às vésperas de entrar em campo, os argentinos saíram às ruas da capital para “mostrar a outra cara deste Mundial”. Imagens que denunciam as violações ocorridas no processo de construção da chamada “Copa das Copas” e que revelam a situação política, econômica e social do Brasil foram estampadas nas paredes da cidade.

 

Ruas do centro da capital receberam intervenções artísticas.

Ruas do centro da capital receberam intervenções artísticas.

RAF

Um manifesto, redigido pelo coletivo de fotógrafos independentes “Rede de Ações Fotográficas”, responsáveis pela intervenção Esto también es Mundial, questiona os lucros da FIFA e propõe que a população não feche os olhos para as violações de direitos. Leia aqui.

Esto tambien es mundial 1

Imagens debatem legado do Mundial para o Brasil.

RAF