Aprender na cidade

Livro infantil “Quem manda aqui?” quer falar de política e poder com crianças

“Agora eu era o rei, era o bedel e era também o juiz”, canta Chico Buarque, em sua canção “João e Maria” ilustrada por elementos do universo infantil. A famosa faixa, que faz o vai e vem entre o clima político da ditadura e a brincadeira das crianças, parece embalar o projeto do livro “Quem manda aqui?”, agora na plataforma de financiamento colaborativo Catarse.

Desenvolvido pela equipe do Laboratório Hacker, que trabalha na criação de ferramentas e dinâmicas que introduzem a criança ao mundo da política, o livro pretende explorar – em conjunto com meninos de meninas de cinco a sete anos – as diferentes relações de poder que permeiam nossa vida desde que somos postos no mundo.

A ideia, relata a escritora de livros infantis Paula Desgualdo, surgiu quando ela trabalhava numa pesquisa sobre plataformas que monitoram o Legislativo. “Por que não falar com as crianças disso também? Política deve ser parte da formação de qualquer pessoa, deveria passar pela nossa educação entender que existem formas de poder e de governo e como elas se dão. E a forma mais fácil de aprender isso é a partir da sua própria realidade, de uma maneira acessível que não menospreza a capacidade da criança de compreensão”, afirma Paula.

Caso o livro seja financiado, serão realizadas oficinas em quatro locais da cidade de São Paulo, de maneira aberta e com a participação de pais e filhos, para a produção do roteiro. “A ideia é que todos possam participar, que seja um projeto aberto e próximo da vida das crianças, trabalhando com desenhos, colagens e pintura”, descreve Paula.

O que faz de um rei um rei? Um prefeito um prefeito? O que é ditadura, democracia e monarquia? Essas são algumas das perguntas que serão ventiladas pelo livro, que estará disponível gratuitamente online depois de pronto.

Para conhecer melhor o “Quem manda aqui?”, acesse o site da iniciativa no Catarse clicando aqui, ou veja o vídeo abaixo.