Criar na cidade

Eleições 2.0: Cinco aplicativos que ajudam você a fazer política

selo-eleicoes (2)No dia 5 de outubro, o Brasil mais uma vez irá às urnas escolher os seus representantes para cargos de poder. Candidatos à deputados, senadores, governadores e presidentes se amontoam com seus números, placas, jingles e cartazes nas ruas, praças, horários eleitorais, redes sociais e nos jornais.

Com todo esse buxixo, pode ficar difícil decidir entre as milhares de opções. Por sorte, há uma série de ferramentas digitais sendo criadas para auxiliar os cidadãos em suas escolhas. Afinal, quem paga as contas das campanhas? Qual o histórico do candidato ou da candidata? Como foi sua atuação parlamentar? Como participar das decisões para além da urna?

Confira a seleção do Portal Aprendiz e envie a sua sugestão de aplicativo, site ou plataforma que contribui para a democracia no país:

Verdinhas

Inspirado no aplicativo “Greenhouse”, feito por um jovem de 16 anos dos Estados Unidos, o “Verdinhas” é um plugin para o Google Chrome (que em breve chegará ao Safari e ao Firefox) com uma funcionalidade bem simples: mostrar quem banca as campanhas políticas.

Com o aplicativo instalado, ao navegar pela web, toda vez que o nome do candidato aparecer, você pode passar o mouse por cima e ver quem paga essa conta. Uma boa iniciativa para pesar o valor das ideias contra o poder do dinheiro. E lembrar que interesses podem estar escondidos por trás das promessas de campanhas.

Confira por aqui

Colab

Eleito em concurso o melhor aplicativo urbano do mundo em 2013, o Colab – plataforma brasileira de intervenção urbana – propõe um diálogo entre cidadania e poder público para quem sabe que a política vai muito além das eleições.

Com parceria já estabelecida com diversas prefeituras brasileiras, ele permite que você avalie, proponha e fiscalize sua cidade. Gostou de uma melhoria? Acha que poderia ser diferente? Observou alguma irregularidade? Tem algum projeto ou ideia? Solte a voz. Confira por aqui.

Candidaturas

O nome já diz tudo. “Candidaturas” é uma ferramenta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que oferece uma lista de fácil acesso para smartphones e tablets (iOS e Android) com informações sobre os candidatos e candidatas que disputam essas eleições.

Nome completo do candidato, nome de urna, número, situação da candidatura, cargos ocupados, partidos, coligação e um link para o site oficial do candidato, tudo atualizado diariamente. As informações também estão disponíveis no site do TSE, pelo sistema de divulgação de candidaturas, o DivulgaCand.

Confira aqui

Voto x Veto

Com mais de 50 mil downloads e batizado popularmente de o “Tinder das eleições”, o “Voto x veto”, foi uma invenção do estudante de Engenharia da Computação, Walter Nogueira, para ajudar eleitores a se identificarem com ideias de postulantes ao cargo de presidente e escolherem o que mais os representa.

A inspiração do formato veio de aplicativos de encontros, como o Tinder e o Lulu, e reúne propostas dos 11 candidatos à presidência, que podem ser positivadas ou negativadas pelos usuários. A partir disso, cria-se um ranking que irá mostrar que político tem mais a ver com você, de forma lúdica e informativa.

“O principal objetivo de fazer isso era não só ter uma ferramenta para os eleitores decidirem o voto de uma maneira mais fácil de usar, mas também dar uma chance a muitos candidatos de ter as mesmas condições de expor suas propostas”, relatou Nogueira, ao G1.

Confira aqui

Ficha suja

Um aplicativo simples, disponível para usuários de iOS e Android, revela quais políticos foram enquadrados na lei Ficha Limpa, dispositivo que impede políticos condenados pela justiça de concorrer a cargos públicos. A plataforma também revela aqueles que tiveram as contas rejeitadas enquanto estavam no poder, além de oferecer filtros por partido, região e estado.

Confira aqui

Google Eleições

De olho na quantidade de usuários alcançada pelo Brasil recentemente ( cerca de 100 milhões), o gigante Google lançou a plataforma Google Eleições, que concentra uma série de informações sobre o pleito de 2014.

É possível pesquisar os candidatos por meio de filtros, como nome, cargo disputado, partido, estado, entre outros. Uma vez selecionado, o eleitor acessa detalhes sobre o candidato que muitas vezes escapam durante a campanha.

Por meio de parcerias com outros veículos de comunicação, o site reúne ainda entrevistas e debates, servindo como uma espécie de agência de notícias das eleições.