Aprender na cidade

SP: Oficina gratuita de escrita criativa propõe narrativas sobre direitos humanos

Inspirada no pensamento de Hannah Arendt sobre a narrativa, a oficina de direitos humanos e escrita criativa do projeto Cartografia dos Direitos Humanos de São Paulo chega a sua segunda edição neste mês de outubro com o título “A narrativa revela o sentido, sem cometer o erro de defini-lo”.

Em encontros realizados dias 21, 22 e 29 deste mês, na Faculdade de Direito da USP, os participantes terão acesso a materiais representativos de situações de violações de direitos – além de textos teóricos e literários, filmes e obras de arte – e construirão textos literários sobre o tema, partindo de personagens que tenham vivenciado tais episódios, sob a batuta das escritoras Ana Rüsche e Laura Mascaro.

Ligado ao Instituto de Estudos Avançados da Unesco, o projeto Cartografia dos Direitos Humanos de São Paulo “tem como objetivo difundir e fomentar a reflexão sobre as lutas e movimentos sociais” e “ identificar os marcos históricos e geográficos dos direitos humanos na cidade e obras que estejam relacionadas com as lutas, conquistas e desafios, existentes na efetivação destes direitos.”

O curso é gratuito e tem vagas limitadas. Para se inscrever, acesse o site do Instituto Hannah Arendt.