Aprender na cidade

Cartilha detalha caminhos para garantir o acesso à educação de pessoas com deficiência

O que diz a lei brasileira sobre inclusão de pessoas com deficiência na educação pública? E na particular? A escola pode dizer que não há vagas ou que não está preparada? O que você, como mãe ou pai, pode fazer para assegurar que seu filho ou filha tenha acesso garantido à educação?

A cartilha “Escola para Todos, Educação Inclusiva: O Que os Pais Precisam Saber?”, lançada na última semana (17/11), pelo Movimento Down, uma iniciativa do Observatório de Favelas traz, de forma didática, as respostas para essas e outras perguntas.

O número de alunos com deficiência matriculados em escolas comuns cresceu mais de 1000% de 1998 até 2010, trazendo à tona uma série de questionamentos, aprendizados e desafios. A ideia, prevista em lei, é estimular que o espaço escolar se torne um lugar de diversidade e inclusão, ampliando o ganho educativo para todos envolvidos.

educação

“Não sabíamos que a educação era um direito. Quando eu chegava na escola atrás de vaga, a resposta era que lá não era lugar para o meu filho, que a escola não estava preparada. Eu até começava a me condenar por buscar isso para ele”, lembra, na cartilha, Keila Chaves, mãe de um adolescente com paralisia cerebral.Por isso o material lembra: informação é essencial para pais e mães de pessoas com deficiência.

Clique aqui para saber mais e acessar a cartilha “Escola para Todos, Educação Inclusiva: O Que os Pais Precisam Saber?”.