Criar na cidade

Feito a partir de fragmentos de árvore, banco conforta pedestres no Largo da Batata (SP)

por Débora Gonçalves, do VilaMundo.

A Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente inaugurou, nesta quarta-feira (25), o programa Mobiliário Urbano, que pretende instalar bancos ecológicos em espaços públicos da cidade. O Largo da Batata, em Pinheiros, foi o local escolhido para receber o primeiro assento, produzido a partir de fragmentos de uma árvore.

O designer Hugo França é o responsável pelo projeto. Ele esclareceu que a árvore utilizada para a confecção do banco veio do Parque Ibirapuera. “Eu faço um trabalho que consiste no aproveitamento do resíduo urbano. Esta árvore morreu em função de um raio no Ibirapuera e nós aproveitamos para devolvê-la à população em forma de mobiliário público”, declarou.

Banco fica em frente à Paróquia Nossa Senhora do Monte Serrate.

Banco fica em frente à Paróquia Nossa Senhora do Monte Serrate.

Débora Gonçalves

Segundo o secretário municipal do Verde e do Meio Ambiente, Wanderley Meira, 16 mil árvores são removidas todo ano da cidade. Por isso, a instalação dos bancos ecológicos é um “trabalho que vamos perseguir daqui para frente”, declarou, a fim de “dar um uso para este resíduo arbóreo e transformar São Paulo, na prática, em uma cidade sustentável”.

Um dos presentes no evento, o secretário-adjunto de Direitos Humanos e Cidadania de São Paulo, Rogério Sottili, observou que o novo projeto é uma oportunidade para a ressignificação do espaço público. “Uma obra de arte como essa não é só um movimento e uma provocação no sentido de fazer uma reflexão sobre a questão ambiental, mas ela também nos convida a chamar a população para ocupar o espaço público para exercer a cidadania”, pontuou.

Mudas de plantas foram distribuídas no evento.

Mudas de plantas foram distribuídas no evento.

Débora Gonçalves

Josiane foi ao evento com a filha pequena e, além de tirar várias fotos da garotinha sentada no banco, aproveitou para levar para casa um dos vasinhos com mudas de plantas que estavam sendo distribuídos no local. Para ela, o projeto Mobiliário Ecológico pode estimular iniciativas parecidas na cidade. “Achei [o projeto] super legal, porque estão aproveitando a árvore, é uma boa ação”, disse.

O Mobiliário Ecológico é uma iniciativa feita em parceria com as Secretarias de Desenvolvimento Urbano e de Coordenação de Subprefeituras. A inauguração do projeto teve a presença de representantes das pastas municipais, além do designer Hugo França e de outros convidados, como o padre da Paróquia Nossa Senhora do Monte Serrate, que fica no Largo da Batata. O prefeito Fernando Haddad não pôde comparecer.

Assentos são produzidos a partir de fragmentos de árvores.

Assentos são produzidos a partir de fragmentos de árvores.

Débora Gonçalves

Os locais onde serão instalados os próximos bancos ecológicos poderão ser conferidos em breve no site da Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente. O designer Hugo França é quem realizará todo o trabalho de aproveitamento de árvores que caem ou precisam ser derrubadas na cidade.