Criar na cidade

CEP define notícia? Últimos dias para se inscrever no curso “Periferia na Mídia”

Promovido pelo coletivo Periferia em Movimento, formado por jornalistas que vivem e atuam no extremo sul de São Paulo, o curso universitário “Periferia na Mídia: Análise e construção de cobertura midiática dos territórios periféricos” recebe inscrições até o dia 11/5. A formação pretende descobrir até que ponto “o CEP define a notícia”.

Segundo o IPEA, mais de 8 milhões de pessoas vivem nas bordas da Grande São Paulo – no Brasil, o número chega a 60 milhões de moradores de periferias. Porém, nem todas as histórias que habitam essas regiões passam na televisão ou saem no jornal. Ao contrário, são territórios que continuam sendo representados de forma superficial e estigmatizada, apesar de sua gama de diversidade.

A receita obtida com a realização desse curso financia a continuidade das ações de jornalismo independente do Periferia em Movimento, como a produção de reportagens sobre direitos humanos na perspectiva periférica e a realização de oficinas de jornalismo e direito à comunicação em escolas públicas do extremo sul de São Paulo.

Com o objetivo de desconstruir estereótipos, o curso abordará a dicotomia centro x periferia, a formação da capital paulista e seus muros invisíveis, a constituição da mídia no Brasil, a criação de pautas a partir da perspectiva periférias e as vivências e estratégias de cobertura midiática nas periferias.

As aulas acontecem nos dias 16, 23 e 30/5, sempre aos sábados, das 14h às 18h, no Centro Universitário Ítalo-Brasileiro (UniÍtalo). O valor para participar é de R$ 150 (parcelado em até três vezes sem juros). Alunos e ex-alunos da universidade pagam R$ 120.

As inscrições estão abertas até 11/5 e podem ser realizadas virtualmente ou no campus Santo Amaro do UniÍtalo (Avenida João Dias, 2046).