Criar na cidade

Projeto quer instalar hortas educativas nas escolas de São Paulo

Uma campanha de crowdfunding do projeto Horta nas Escolas quer arrecadar verba para implantar hortas educativas em até dez escolas localizadas em regiões vulneráveis de São Paulo. O objetivo do projeto é usar “de maneira racional” os grandes espaços sem nenhuma utilidade de escolas públicas paulistanas para a produção de alimentos, criando uma interface entre estudantes, professores e comunidades, projetando uma Cidade Sustentável.

“Vamos fazer com que as hortas sirvam como um instrumento de educação ambiental e alimentar de forma interdisciplinar e vivenciada, onde a natureza é compreendida como um todo dinâmico e onde o ser humano é parte integrante da natureza e agente das transformações do mundo em que vive”, afirma a Organização Cidades sem Fome, responsável pelo projeto.

HortaNasEscolasPara eles, além da diversificação da merenda escolas (agregando verduras e legumes orgânicos produzidos ali mesmo), a horta propicia um espaço pedagógico e uma oportunidade para estreitar vínculos entre a escola, a família e a comunidade local.

“Os alunos aprendem que cultivar a horta é conhecer a matemática envolvida no plantio e nas colheitas, a biologia das plantas e do solo, o valor nutritivo dos alimentos. Cultivar a horta e trabalhar na criação de mudas de árvores significa dividir tarefas e organizar responsabilidades, além de implicar na participação ativa em um processo de transformação e melhoramento dos espaços físicos da comunidade onde as escolas estão presentes.”

HortaNasEscolasO projeto Horta nas Escolas nasce da necessidade de aproximar as crianças com o meio ambiente e a natureza, praticamente inexistente em uma metrópole como São Paulo, e da vontade de propiciar educação alimentar “desde a mais tenra idade”.

A campanha pretende arrecadar R$ 15.000,00 até o dia 22/6. Além de contribuírem com uma vida mais saudável para os alunos de escolas públicas, os doadores também receberão recompensas.