Criar na cidade

Com projeto focado em saúde, jovem brasileira ganha prêmio de ciências na China

Única representante brasileira na China Adolescents Science & Technology Innovation Contest (Castic 2015), Natália Hedlund Jardim, de 18 anos, conquistou o 2º lugar na categoria Projetos Internacionais na feira de ciências na China. A cerimônia de premiação ocorreu no sábado (22/8).

Estudante do Curso Técnico de Eletrônica da Fundação Liberato (Novo Hamburgo/RS), ela participou do evento graças ao Prêmio Killing de Tecnologia, recebido na Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (Mostratec) de 2014.

O projeto apresentado em Hong Kong foi o “Monitor de Reposição Hídrica Corporal”. A ideia surgiu devido à dificuldade de identificar o momento correto de fazer a hidratação e a quantidade ideal de líquido que deve ser ingerido durante a realização de atividades ou exercícios físicos.

Natália desenvolveu um dispositivo portátil que monitora a temperatura do usuário através de um sensor posicionado na região cutânea e, com base na variação da temperatura durante a atividade física, alerta o momento de fazer a reposição hídrica. Os valores de temperatura coletados pelo sensor são enviados para um programa que analisa os dados e faz os cálculos para determinar o momento da hidratação, alertando o usuário através de um aviso sonoro. A quantidade de líquido que deve ser ingerida é exibida em um display.

Durante a feira, ela já havia recebido um prêmio especial oferecido pela Indonesian Invention and Innovation Promotion Association (INNOPA), uma organização da Indonésia.