Aprender na cidade

Em Natal, evento celebra conexão entre cultura e território

Desde 2002, o bairro de Felipe Camarão, na zona oeste de Natal (RN), abriga o Conexão Felipe Camarão, iniciativa levada adiante pela Associação Companhia Terramar. Focado nas tradições orais do local, o projeto socioeducativo integra crianças, adolescentes e famílias com  mestres Griôs, educadores, escolas públicas e comunidades para preservar e difundir a cultura regional, funcionando como um “museu comunitário” e um “espaço de memória”.

Há nove anos, o projeto reúne as ações que desenvolve no território para um ato celebrativo anual da diversidade cultural brasileira: o “Conexão Brasil”. São quatro dias de programação que reúnem as oficinas permanentes – Auto de bois-de-reis, musicalização de rabeca, percussão, flauta doce, capoeira e matrizes africanas, diversidade cultural brasileira, comunicação e cultura digital, adereços e figurinos, luthieria de rabeca, metais, berimbaus e qualificação do grupo Orquestrim Felipe Camarão – com mostras, apresentações, oportunidades educativas e convidados especiais que se somam para integrar e convergir os patrimônios imateriais da comunidade. Neste ano, o tema é “Cultura e Território”.

Felipe Camarão

O bairro, que apresenta problemas socioeconômicos, tem uma forte expressão cultural oral, mantida pelo Auto do Boi de Reis [do Mestre Manoel Marinheiro], teatro de bonecos João Redondo do Mestre Chico de Daniel, musicalidade da rabeca do Mestre Cícero da Rabeca e capoeira do Mestre Marcos. O projeto se estrutura com base nesse cenário com o objetivo de fortalecer a identidade cultural local, contribuir com sua preservação e integrá-la como potencial educativo para a comunidade. (Via Centro de Referências em Educação Integral)

Entre os dias 10 e 13/11,  o bairro será palco de trocas e construção de saberes, a partir de vivências na comunidade, “estimulando a discussão e desenvolvimento do entendimento da Cultura e do Lugar (Território), possibilitando a promoção para o desenvolvimento humano. A proposta do Conexão Brasil é fortalecer o vínculo com a comunidade, o lugar, a escola e o conhecimento da cultura que nela habita”, afirma o site do projeto.

Encontro de capoeira e coco de zambê, espetáculos musicais, mostra de cinema nacional e africano, exposição fotográfica sobre memória e identidade, exposição de bonecos de Pano do Auto de Boi, cortejos de tradições e diversas rodas de prosa e atividades culturais habitarão o bairro e a cidade de Natal durante o evento.

Entre os destaques, está a roda de prosa “Cultura, Território e Educação Integral”, que trará Juana Nunes, da Secretaria de Educação e Formação Artística e Cultural (SEFAC), Helena Singer, Assessora Especial do Ministério da Educação (MEC), Raiana Ribeiro, gestora do Programa Cidades Educadoras da Associação Cidade Escola Aprendiz (SP), Marilia de Santis, gestora do CEU Helíópolis -Profª Arlete Persoli (SP), Eliane Costa, da Fundação Getúlio Vargas (RJ), Nazineide Brito, do Comitê Territorial de Educação Integral (RN), Teodora de Araújo Alves, do Núcleo de Arte e Cultura da UFRN, Sueli Marinho, da Secretaria de Educação e Cultura do RN e Glauce Gouveia, do Comitê Territorial de Educação Integral (PE) para debater as intersecções entre a temática do evento e a educação.

A programação é extensa e completa, cheia de elementos da cultura popular e aprendizados para educadores e educandos. Acesse o site do Conexão Brasil para conferi-la na íntegra.