Aprender na cidade

Projeto busca estudantes de arquitetura interessados em construir uma cidade para crianças

Construir ambientes que facilitem a presença das crianças na metrópole, com atividades e brincadeiras ao ar livre, aproveitando as oportunidades educativas e criando na prática uma cidade para crianças. Essa é uma das missões do Projeto Cidade que Brinca, que propõe que o espaço urbano seja visto como uma “plataforma educativa”. Para construir esse sonho, eles estão chamando estudantes de arquitetura para integrar a rede “Arquitetos Transformadores”.

“Uma cidade boa para as crianças é boa para todos. Para isso, criamos através de pequenas intervenções nos espaços públicos da cidade circuitos lúdicos com brincadeiras no passeio público, mobiliário urbano, paisagismo, fachadas mais alegres com o uso da cor. Convidamos a comunidade para transformar seus espaços em mutirões e agora convidamos você para se juntar a nós nessa ação”, afirma o chamado, organizado pelo projeto Cidade que Brinca, pelo Projeto Criança Fala e pela CriaCidade.

A atuação voluntária, que se dará no bairro do Glicério, na zona central de São Paulo, será precedida por uma formação de 8h com atividades dinâmicas e teóricas. Ao todo, estão planejadas 16h de atividades com crianças, em mutirões e mobilizações comunitárias.

Os interessados em participar podem acessar o formulário da Rede Arquitetos Transformadores para mais informações e para realizar sua inscrição.