Criar na cidade

Sarau leva poesia de imigrantes e refugiados para a Praça Roosevelt (SP)

Marcada para o próximo domingo (7/8), a próxima edição do Sarau #Ocupecompoesia vai levar para a Praça Roosevelt um debate e reflexão sobre a política interna de acolhimento aos refugiados e aos imigrantes no Brasil.

A partir da temática “A fronteira não é o outro”, os poetas e participantes discutirão as perspectivas das políticas públicas direcionadas à essa faixa da população, assim como o racismo e a exclusão social.

Com microfones abertos para a participação de todos os interessados, o Sarau pretende celebrar a união e a diversidade dos povos migrantes e contará com a participação de diversos autores e convidados especiais de grupos de refugiados e imigrantes, assim como de coletivos culturais.

Um deles é o Projeto Ecos Latinos, que realiza oficinas literárias e saraus poéticos em escolas e espaços públicos da capital paulista, de modo a “preencher a lacuna” existente no que se refere à literatura latino-americana nesses espaços. De acordo com o peruano Víctor Gonzales, um dos responsáveis pela iniciativa, o Brasil é um país de enorme diversidade cultural e os refugiados e imigrantes têm muito a contribuir com isso.

“Queremos fortalecer a identidade do imigrante em São Paulo e quebrar os pressupostos criados sobre eles: de que o boliviano é costureiro, o paraguaio é contrabandista, o peruano é comerciante”, aponta Gonzales, que também é poeta.  ”Nos últimos anos, a chegada de imigrantes em São Paulo foi muito grande. Isso serviu para mostrar que existe uma falta de preparo para recebê-los.”

Segundo o peruano, a Lei do Estrangeiro é antiga e não favorece em nada os imigrantes que escolhem o Brasil como destino. “Este Sarau serve como ponto de encontro e reconhecimento dos imigrantes e refugiados com a sociedade civil, um espaço para eles mostrarem seus desejos e o cotidiano que vivem no Brasil, trazendo toda a problemática que os levou a abandonarem seus países.”

Confira a programação do encontro:

15h – Debate: A Fronteira não é o outro – Refugiados, imigrantes, exclusão social e política externa

17h – Sarau com convidados de várias nacionalidades e microfone aberto

19h – Encerramento

(A imagem que abre esta nota foi desenhada por Luis em um sarau realizado na Praça Roosevelt em outubro de 2015)