Transformar a cidade

Contra retrocessos, plataforma acompanha propostas de candidatos sobre mobilidade ativa

Foi lançada no dia 15/8, em São Paulo, por iniciativa da Ciclocidade e da Cidadeapé, a plataforma Mobilidade Ativa, que visa acompanhar, ranquear e pressionar candidatos à prefeitura de São Paulo sobre seus compromissos e visões sobre mobilidade ativa nas eleições.

mobilidade ativa, também denominada de mobilidade suave ou mobilidade não-motorizada, é uma forma de mobilidade para transporte de pessoas, e em alguns casos de bens, que faz uso unicamente de meios físicos do ser humano para a locomoção. Os meios de transporte ativos mais amplamente usados são andar a pé e de bicicleta. Todavia outros meios menos frequentes com propulsão humana, como por exemplo qualquer velocípede não-motorizado, patinsskate ou trotinetas, também se enquadram dentro da mobilidade ativa. (Fonte: Wikipédia)

A plataforma começou a ser construída em abril deste ano e, partindo de uma pesquisa online inédita que contou com 725 respostas, construiu – em reuniões abertas – uma agenda comum de diretrizes, ações e metas para melhorar a vida de quem anda e pedala pela cidade, que foi apresentada para todos os candidatos e candidatas à prefeitura de São Paulo.

“Uma vez que São Paulo tem avançado em algumas políticas públicas para o tema, é importante lutar não apenas para evitar retrocessos, mas também para conquistar cada vez mais comprometimento do poder público com a transformação da capital paulista em uma cidade mais humana, justa e acessível”, afirma a descrição da plataforma, que cita o Plano Municipal de Mobilidade Urbana e o Plano Diretor Estratégico como marcos comuns para a construção de políticas de mobilidade na cidade.

O site mantém uma série de notícias com posições de candidatos no tema em sabatinas, debates e em suas cartas-programa. A partir de cada opinião emitida, o candidato pode ganhar ou perder pontos no ranking. O eleitor também pode conferir que candidatos e candidatas à Câmara dos Vereadores assinaram a carta-compromisso elaborada pela iniciativa.

“Acompanhamos todos os debates públicos e nos manifestaremos em tempo real sobre quem está falando bobagem ou tentando manipular a opinião pública no sentido contrário ao de uma cidade mais ciclável, mais humana, segura, inclusiva e justa. Não toleraremos nenhum passo atrás em conquistas que são da sociedade civil”, alerta a iniciativa.

Acompanhe a plataforma Mobilidade Ativa.