Transformar a cidade

Plano de Políticas para Mulheres de São Paulo está aberto para consulta pública

Aberto para consulta pública e recebendo sugestões de mudança até o dia 14/10, o Plano Municipal de Políticas para Mulheres (PMPM) estabelece objetivos, metas e ações para a gestão da Prefeitura de São Paulo nos próximos quatro anos (2017-2020).

Elaborado pela Secretaria Municipal de Políticas para as Mulheres, o Plano se direciona a todas as mulheres da capital paulista e tem a intenção de contemplar sua diversidade e pluralidade, compreendendo diferentes idades, etnias, orientações sexuais, identidades de gênero, profissões, classes sociais, culturas e nacionalidades. O documento considera também as diferentes realidades territoriais e pretende enfrentar a desigualdade de gênero, promovendo os direitos e cidadania das mulheres na cidade.

“É fundamental a participação social – das mulheres em especial – nos processos de consulta pública do PMPM, que proporcionará uma representação mais fiel das necessidades e desafios a serem enfrentados”, afirma texto de divulgação da consulta. Pela internet, o público poderá sugerir a inclusão, alteração e também a exclusão de propostas até o dia 14/10.

Para além da consulta online, o PMPM está sendo debatido através de diálogos abertos e presenciais. Neste mês de setembro, já aconteceram discussões nas subprefeituras de São Miguel Paulista, da Freguesia do Ó e de Parelheiros. O último encontro acontecerá nesta quarta-feira (28/9), no CEU Sapopemba (Rua Manuel Quirino de Mattos, s/n – Jardim Sapopemba).

(A foto que ilustra esta nota é de autoria de Eduardo Nasi, via Flickr/Creative Commons)