Aprender na cidade

Virada Educação ocupa centro de São Paulo com arte e resistência

Nos dias 20 e 21 de outubro (sexta e sábado), São Paulo sedia a quarta edição da Virada Educação, projeto que desde 2014 busca provocar novas apropriações criativas dos territórios rumo à construção coletiva de uma comunidade mais conectada.

Em 2017, o evento tem como tema a resistência. Ao longo dos dois dias, oficinas, intervenções, debates e exibições discutirão as resistências aos muros, ao autoritarismo, preconceito racial e opressão de gênero.

A programação completa pode ser conferida no site da Virada. Há um roteiro da Virada Educação  sugerido pela organização, com atividades que incluem trilhas, teatro e rodas de conversa ao longo dos dois dias de programação, confira:

Roteiro do Território Educativo da Consolação sugerido pela organização da Virada Educação 2017

Roteiro do Território Educativo da Consolação sugerido pela organização da Virada Educação 2017

Às 19h de sexta-feira, o evento de abertura da Virada conta também com o lançamento dos livretos “Resistir até”, que conta histórias de resistências de diferentes pessoas frente as ressitências escolhidas como sub tema. Os livretos serão distribuídos durante o evento e posteriormente ficarão disponíveis no site da Virada. O lançamento acontece na EE Caetano de Campos (Rua João Guimarães Rosa, 11, em frente à Praça Roosevelt, no centro de São Paulo). No dia 21, rodas de conversa, teatro e oficinas também ocupam o centro de São Paulo.

Organizado pelo coletivo Movimento Entusiasmo a Virada Educação começou no centro de São Paulo em 2014 e já a partir do ano seguinte espalhou-se para diversas cidades, como Joinville, Ipatinga e Porto Alegre. Em 2017, o Território Educativo da Consolação, coletivo de representantes das escolas articuladoras da Virada Educação e outros movimentadores da região, também é co-responsável pela organização da Virada.

Os eventos são gratuitos e abertos ao público, com atividades para todas as faixas etárias.