Criar na cidade

Museu do Impedimento busca reconstruir história do futebol feminino no Brasil

Proibido por lei durante 40 anos, a prática do futebol por mulheres tem poucos registros. E para colaborar no processo de reconstrução desta história e da memória da prática esportiva, o Google e o Museu do Futebol se uniram na plataforma colaborativa “Museu do Impedimento”.

Leia +: Participação no futebol como direito de todos e todas

A ideia é que as pessoas encaminhem vídeos, fotos, áudios e imagens e ajudem a construir uma linha do tempo sobre o futebol feminino no Brasil. O site da iniciativa receberá colaborações até o dia 23 de junho; depois, o material ficará disponível na plataforma Google Arts & Culture.

 O futebol feminino no Brasil

Os primeiros registros do futebol feminino no Brasil são do começo do século XX. Mas, de 1941 a 1979, um decreto proibiu que as mulheres praticassem o esporte no país. Mesmo impedidas pela lei, muitas mulheres seguiram jogando e foi só na década de 1980 que o esporte voltou a ser praticado livremente.

Os anos de proibição oficial geraram consequências que reverberam até hoje: jogadoras recebem até menos de um quinto que os jogadores, os campeonatos femininos sofrem do preconceito midiático, que pouco o divulgam, e quase nada de sabe da história das pioneiras do esporte.

 

 

Envie fotos, documentos ou relatos do futebol feminino para: museudoimpedimento.com