Criar na cidade

Prêmio reconhecerá práticas de aprendizagem solidária

Escolas e universidades, públicas ou privadas, e organizações da sociedade civil podem participar do “1º Prêmio de Aprendizagem Solidária – Experiências que transformam” e concorrer a apoio formativo e financeiro.

Matéria publicada originalmente no site Movimento de Inovação na Educação. A autoria é de Thais Paiva. A foto de capa é de uma cozinha comunitária do MTST (Movimento dos Trabalhadores Sem Teto)

Iniciativa da Rede Brasileira de Aprendizagem Solidária, o prêmio busca identificar, reconhecer e valorizar práticas de aprendizagem que promovam ações de solidariedade, a partir do diagnóstico e intervenção em problemas reais de comunidades e territórios.

As quatro categorias são:

Ensino Superior, para experiências de estudantes da graduação e/ou pós-graduação

Educação Básica I, para experiências de estudantes da Educação Infantil e/ou Ensino Fundamental – Ano Iniciais

Educação Básica II, para experiências de estudantes de Ensino Fundamental – Anos Finais e/ou Ensino Médio

Organizações da Sociedade Civil, para instituições sem fins lucrativos

Reconhecimento

Os três projetos ou experiências melhores colocados em cada categoria serão premiados com um recurso financeiro no valor de R$ 15 mil, R$ 7 mil e R$ 5 mil, respectivamente, além de receberem apoio formativo para fortalecer a ampliar suas ações.

Para o 2º e o 3º lugar de cada categoria será oferecida uma formação a distância pelo Centro Latino Americano de Aprendizagem e Serviço Solidário (CLAYSS) e para os primeiros colocados, uma bolsa para participar do Seminário Internacional de Aprendizagem Solidária, que será realizado na cidade de Buenos Aires (Argentina) em agosto de 2021.

Inscrições

As inscrições vão das 9h do dia 25 de agosto até às 18h do dia 5 de outubro de 2020 e deverão ser feitas exclusivamente pelo site do Prêmio. Na plataforma, também é possível encontrar o regulamento completo e outras informações.

Saiba mais sobre a aprendizagem solidária