Arquivo

MEC estuda ampliar para 60 mil meta de escolas em tempo integral

Brasília – O Ministério da Educação (MEC) está estudando proposta para quase dobrar a meta do número de escolas em tempo integral no país. A ampliação de 32 mil para 60 mil instituições de ensino até 2014 foi um pedido da presidenta Dilma Rousseff. Até o final de setembro, a análise deverá ser concluída para, em outubro, ser iniciado o processo de adesão das escolas.

“O que estamos estudando é o orçamento para garantir a sustentabilidade da ação, pois os recursos têm impacto direto também no Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica]”, explica a diretora de Concepções e Orientações Curriculares para a Educação Básica do MEC, Jaqueline Moll. A estimativa do investimento necessário é de R$ 4 bilhões.

A perspectiva é de que cinco mil escolas do campo e 15 mil urbanas ao ano passarão a ter a jornada escolar ampliada. Para a escolha das instituições, serão consideradas regiões de maior vulnerabilidade e baixo Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb).

“Já temos diálogo muito afinado com o Ministério do Desenvolvimento Social. No próximo ano, vamos convergir as ações do Mais Educação com essa pasta”, revela Jaqueline.

Com a intersetorialidade da ação, outros critérios para a seleção das escolas passarão a contar. Por exemplo, territórios com maior número de pessoas incluídas no programa Bolsa Família, bem como locais com crianças participantes de políticas de erradicação do trabalho infantil.

________

*A repórter Desirèe Luíse acompanhou o evento em Brasília, de 13 a 15 de setembro.