Arquivo

Estudantes produzem documentário sobre moradores de rua

Por meio de depoimentos de pessoas em situação de rua, “Eu existo” denuncia violações dos direitos humanos no centro de São Paulo.

Tirar da invisibilidade os que estão diante de nossos olhos, sob as marquises dos prédios, e colocá-los como agentes políticos, capazes de expor os próprios problemas e sugerir mudanças. Essa é a proposta do curta-documentário “Eu existo”, produzido pelo Centro Acadêmico XI de Agosto, da Faculdade de Direito do Largo São Francisco da Universidade de São Paulo (USP).

Por meio de depoimentos de pessoas em situação de rua que vivem no Centro de São Paulo, o filme denuncia violações diárias de direitos humanos por parte dos próprios órgãos de segurança do Estado e a real situação dos albergues da capital. O vídeo também traz as opiniões de especialistas e representantes de movimentos sociais, estimulando a reflexão e a construção de um novo olhar da sociedade em relação ao tema.

Em ano de eleições municipais, a ideia é o que o trabalho chame a atenção para a questão e ajude a pressionar os candidatos à prefeitura de São Paulo a assumir um compromisso com uma política de efetivação dos direitos humanos aos que moram nas ruas da cidade.

Assista, na íntegra, ao documentário “Eu existo”: