70% dos brasileiros sentem-se inseguros

Setenta em cada cem brasileiros se sentem inseguros quando voltam para casa. A estatística faz parte do Relatório Global sobre Assentamentos Humanos, do Programa das Nações Unidas para Assentamentos Urbanos (UN-Habitat), que este ano aborda o tema da segurança nas cidades do mundo.

O Relatório, que está sendo lançado semana na cidade mexicana de Monterrey, durante as celebrações do Dia Mundial do Habitat (1º de outubro), apresenta dados, estudos de caso e políticas de sucesso no combate ao crime e à violência.

A estatística acima confirma que a cultura do medo do crime e da violência está enraizada na maioria dos Estados.

A pesquisa foi feita em cidades de 35 países desenvolvidos e em desenvolvimento. Os entrevistados responderam à pergunta: sentem-se seguros quando voltam para casa à noite? Os índices mais elevados de medo vieram do Brasil (70%) e o menor índice foi da Índia (13%). Os dez primeiros lugares estão divididos entre países da África (4%) e da América Latina (6%).

Os números do medo do crime (que é diferente da percepção e reconhecimento da iminência do crime) estão associados à violência da polícia, à sensação de insegurança e aos registros oficiais de violência e mortes, assuntos freqüentes nos jornais e noticiários. Na América Latina, onde 80% das pessoas moram em áreas urbanas, cidades como Rio de Janeiro, Lima, Cidade do México, São Paulo e Caracas são responsáveis por mais da metade de crimes em seus respectivos países.

No Rio de Janeiro, os índices de homicídios triplicaram desde a década de 70, enquanto que em São Paulo o número quadruplicou.

(ONU)