5 artistas africanos para pensar arte, território e ancestralidade

A produtora cultural Claudia Garcia lista cinco artistas africanos que podem ser debatidos em espaços como salas de aula e cursos de arte.

Curso gratuito na USP aproxima meninas de ciências como Paleontologia e Biologia

Curso “Meninas com Ciência”, ministrado na USP por mulheres cientistas, incentiva meninas do 5° ao 9° a sonhar com carreiras em áreas diversas da ciência.

SESC Belenzinho oferece oficina gratuita de lambe-lambe

Mediada pelo artista Luis Bueno, a oficina no SESC Belenzinho introduz os participantes à linguagem do lambe-lambe.

URBE – Mostra de Arte Pública ocupa Largo da Batata (SP) com arte e interação

Terceira edição de mostra de arte pública convida passantes do Largo da Batata, em São Paulo, a potencializarem relação entre arte e território.

Estudante brasileira participa de Feira de Ciências na China com protetor contra queimadura de água-viva

Bruna Marschner, de 18 anos, será a única jovem representando das ciências brasileiras no evento.

Curta “Antes da Chuva” mostra como jovens de comunidades tradicionais enxergam mudanças climáticas

Jovens relatam como mudanças climáticas provocadas pelo avanço do agronegócio afetam a sustentabilidade de seus territórios.

“Vídeo nas Aldeias” lança plataforma de streaming com 88 filmes com temática indígena

Ao disponibilizar gratuitamente o acervo de cinema indígena, ONG fundada por Vincent Carelli mostra visões de mundo múltiplas produzidas nas aldeias.

Projeto Sonora cria viagens de aprendizado e imaginação por meio do som

Usando sons eletrônicos e narrativas poéticas, o projeto venda os ouvintes e os desloca em imaginação para experiências como viagens de barco ou pelo espaço

Cooperapas aposta no alimento orgânico como transformador das relações entre comunidade e território

Situada em Parelheiros, a Cooperapas nasceu do desejo de pequenos agricultores em produzir hortaliças sem o uso de químicos ou agrotóxicos.

Comunidades indígenas do Rio Uaupés cartografam sua região

Ao todo, 12 mapas foram criados em parceria com o Instituto Socioambiental (ISA) cartografando ocupações humanas, lugares sagrados e históricos, paisagens e pontos de manejo de peixes, floresta e caça