Mestres de cultura popular defendem uma escola aberta às sabedorias do território

Em live organizada pela Conexão Felipe Camarão, mestres de cultura popular e educadores defendem a inserção de saberes populares no currículo

Os 30 anos do ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente)

Advogado Ariel de Castro Alves conta sobre as mudanças promulgadas pelo ECA (Estatuto da Criança e do Adolescente) nestes 30 anos.

Projetos rompem estereótipos e empoderam mulheres na ciência

Conheça iniciativas brasileiras que atuam pela promoção da diversidade e inclusão de mulheres na ciência.

Pandemia acentua desigualdade no acesso à internet e revela mobilização social para combatê-la

Desigualdade no acesso à internet significa exclusão e desinformação, mas é aguerrida a luta da sociedade civil para combater a inequidade.

Conexão Felipe Camarão aborda cultura popular em rodas de prosa digitais

Programação digital do Conexão Felipe Camarão inclui rodas de prosa sobre cultura popular, educação, saúde e território.

Tomie Ohtake lança publicação com atividades poéticas sobre corpo e casa no isolamento social

Instituto Tomie Ohtake propõe experiências poéticas para se pensar o corpo dentro da casa, e como sua estrutura e memória são pensadas no isolamento.

Urbanista propõe que Plano Diretor de cidades fortaleçam territórios educativos

Urbanista propõe que Plano Diretor, ao incorporar uma rede de territórios educativos, se converteria em ferramenta para educadores e planejadores urbanos.

Quilombolas e caiçaras ajudam a alimentar periferias de SP durante pandemia

Em dois meses, comunidades quilombolas e caiçaras do Vale do Ribeira (SP) organizaram com parceiros a distribuição de cerca de 14 toneladas para a capital.

Desafio 10×10 mobiliza jovens em desafio de cidadania digital durante pandemia

Desafio 10×10 é um jogo cooperativo que convida jovens à se mobilizar para impactar milhares de famílias durante a pandemia de Covid-19.

O direito à memória da cidade e a remoção de estátuas de escravagistas

O debate sobre remoção e destruição de estátuas de escravagistas em todo mundo é, para especialistas, oportunidade de discutir direito à memória da cidade.