Como – e quando – a mídia retrata as pessoas com deficiência?

É bastante presente a concepção de que o tema e subtemas são veiculados especialmente em datas comemorativas ou em função de outras variáveis menos conhecidas

Escola pode criar “war over” se adotar o “game over”

A gamificação desafia o currículo a se tornar multidisciplinar, coletivo e criativo, mobilizando com mais intensidade os alunos.

Para as meninas da Nigéria, educação é a chave que abre as portas para o progresso

Por Nnenna Agba Publicado originalmente pela ONU Mulheres Cresci na Nigéria, em uma cultura na qual estar grávida de um menino valida uma mulher e sua família, na qual um homem ocupa inerentemente um lugar superior na sociedade, à frente …

O livro didático que aborda questões históricas de um Brasil quilombola

MC Gaspar acaba de lançar mais um instrumento para fortalecer a luta contra o preconceito racial.

Momento do Norte aprender com o Sul

De Coimbra, em Portugal, Helena Singer revela aprendizagens que apontam para um mundo sem divisões.

Dois mil e catarse, por José Pacheco

Em dois mil e catarse, talvez seja tempo de escutar Freire e começar a expulsar o sarro da velha escola, que se mantém enraizado nas nossas entranhas.

Como mudar a educação na raiz

Só quando nos apropriarmos do ambiente ao nosso redor com ênfase, criatividade e generosidade é que deixaremos emergir uma abordagem de aprendizagem forte o suficiente para mudar a educação em larga escala.

O que é educação de qualidade?

O afeto, o interesse, o amor pela leitura, o gosto de aprender e a ausência de medo são ingredientes indispensáveis para uma educação em qualquer idade.

#OcupeEstelita: Socorro, mas não corro!

Ocupação em Recife é removida pela Polícia Militar em ação violenta de reintegração de posse.

O que restará de toda essa onda de inovação que vivemos?

Há uma avalanche de soluções no Brasil, que vão de aventureiros quixotescos a empresas que acreditam em panaceia. Mas continuamos acordando cedo todo dia para levar os filhos à velha escola.