comunidade

Funk carioca, patrimônio cultural da cidade do Rio

Para o cineasta Emílio Domingos, o reconhecimento do funk carioca é um marco importante, embora tardio, da importância cultural do ritmo.

Escola além dos muros: a comunidade de aprendizagem de Tremembé (SP)

A comunidade de aprendizagem reúne 17 escolas municipais que esparram práticas educativas para o território.

Mostratec 2018: projetos científicos têm como base riquezas ambientais e saberes do território

Alguns dos projetos apresentados na Mostratec 2018 usaram saberes locais sobre Botânica e Geologia para incidir sobre o território.

Projeto faz retrato do rio São Francisco por meio das histórias dos moradores da região

Projeto “Os Chicos” mostra como o rio São Francisco, único e coeso, dá lugar a tantos outros conforme o território e a experiência de cada ribeirinho.

Direito à cidade e educação pautam movimentos por moradia popular

No seminário “Heliópolis: Bairro Educador”, ativistas discutem como a luta por moradia popular só é possível com educação sobre direito à cidade.

Biblioteca comunitária é ponte entre literatura e território

Nascida dos anseios do território e construída com e para a comunidade, biblioteca comunitária propõe a bibliodiversidade para encantar leitores e leitoras.

Jane Jacobs e a humanização da cidade

Conhecida por seu livro “Morte e vida das grandes cidades”, Jane Jacobs mudou definitivamente a forma de observar e analisar os fenômenos urbanos.

Curta “Antes da Chuva” mostra como jovens de comunidades tradicionais enxergam mudanças climáticas

Jovens relatam como mudanças climáticas provocadas pelo avanço do agronegócio afetam a sustentabilidade de seus territórios.

Benzedeiras do ABC mantêm vivos saberes medicinais afro-brasileiros e indígenas

Atendendo mais de 1.000 pessoas por mês, as benzedeiras do ABC (São Paulo) utilizam um arcabouço de saberes locais da cultura afro-brasileira e indígenas.

Coletivo “Escola Sem Muros” usa arquitetura participativa para ativar territórios educativos

Coletivo “Escola Sem Muros” aposta da arquitetura participativa para ativar territórios educativos que façam sentido para suas comunidades.