cultura

Série de vídeos explica a Pedagogia das Encruzilhadas

Educador Luiz Rufino lança série de vídeos sobre a Pedagogia das Encruzilhadas, explanando conceitos e saberes da proposta educativa afro-brasileira.

Iphan abre inscrições para bolsa de mestrado em patrimônio cultural

O Iphan lançou o edital em patrimônio cultural para a seleção de 10 vagas para alunos-bolsistas. Os interessados poderão se inscrever até o dia 01 de março de 2019.

Do rural ao urbano: a história do berço do samba paulista em Pirapora

Cidade do interior de São Paulo cultiva o rural samba paulista, ritmo que nasceu das populações escravizadas da região e é preservado por seus herdeiros.

Educação quilombola: como as escolas incorporam os saberes do território?

Os territórios quilombolas são uma escola a céu aberto e produzem muitos conhecimentos que podem ser utilizados nas salas de aula

Da oca à palafita: conheça 9 tipos de casas brasileiras

A arquitetura das casas brasileiras reflete os aspectos geográficos, culturais e éticos de onde a morada é construída.

Espaço no Grajaú valoriza cultura negra nos cortes de cabelo

Valorizando a cultura e estética negra em seus tratamentos, o salão no Grajaú também impulsiona economia local no bairro.

3º Prêmio Territórios tem inscrições prorrogadas

Voltado a escolas e professores da rede pública municipal de São Paulo, a iniciativa busca reconhecer, estimular e aprofundar projetos que favoreçam o fortalecimento do vínculo da escola com seus territórios por meio da cultura.

Em Cidade Tiradentes, jovem transforma separação dos pais em livro de poesias

Além da separação dos pais, a coletânea de poesias conta com versos sobre a busca de emprego, ter chegado aos 18 anos e a reprovação em vestibulares.

Funk carioca, patrimônio cultural da cidade do Rio

Para o cineasta Emílio Domingos, o reconhecimento do funk carioca é um marco importante, embora tardio, da importância cultural do ritmo.

Estudantes de escola pública criam dicionário de línguas indígenas

“Dicionário Indígena Ilustrativo: resgatando as línguas ofaié e guarani” foi feito por estudantes com famílias indígenas do Mato Grosso do Sul.